Nutrição

/Nutrição

Nutrição no feminino

 

Já ninguém duvida de que a alimentação é o pilar da nossa saúde e um dos fatores com maior influência no nosso bem estar.

Tratando-se de uma mulher, os hábitos alimentares têm impacto na saúde (e portanto também na felicidade) dos seus filhos, desde muito antes do início da gravidez.

A própria fertilidade é influenciada pelo “ambiente “criado no organismo, que por sua vez se relaciona diretamente com os alimentos consumidos. Não existe uma dieta da fertilidade, mas existem hábitos alimentares que a promovem e outros que a diminuem.

A Dieta Mediterrânica, que na verdade representa um estilo de vida, não só é protetora do organismo pelo tipo de alimentos que recomenda, como promove um peso saudável e ainda é sustentável.

 

Fase pré-concepcional

 

A intenção de ter um filho implica um cuidado acrescido com os hábitos alimentares, porque alguns nutrientes são fundamentais para o bom desenvolvimento do embrião, numa fase em que a gravidez é ainda desconhecida.

Além disso, é muito importante que a futura mãe tenha um peso saudável. O peso da mãe no momento da concepção, tem uma grande influência no desenvolvimento e no peso do bebé.

 

Gravidez

 

Com uma dieta equilibrada e na maioria dos casos, é possível receber todos os nutrientes necessários durante esta fase da vida.

É verdade que a mãe tem que comer por 2, o que não quer dizer que tenha que comer a dobrar. Trata-se de duas pessoas com tamanhos e necessidades muito diferentes.

Todos os nutrientes são igualmente importantes, mas como os órgãos do bebé se formam e crescem em tempos diferentes ao longo da gravidez, alguns nutrientes adquirem uma importância especial em determinados momentos.

Durante este tempo mágico, manter hábitos de vida saudáveis, é tão importante para a mãe como para o bebé.