Ecografia do 3º Trimestre

/Ecografia do 3º Trimestre

Realizada entre as 30-34 semanas de gestação, podendo ser antecipada para as 28 semanas em situações de risco de restrição do crescimento fetal.

ESTUDO DO CRESCIMENTO E BEM ESTAR FETAL

Tem como objectivo a avaliação do crescimento e bem estar fetais através da biometria, estimativa ponderal, perfil biofísico e avaliação doppler dos compartimentos fetais.

  • Crescimento fetal: A medição dos parâmetros biométricos fetais permite determinar se ritmo de crescimento fetal é adequado para a idade gestacional e excluir desvios anormais nomeadamente fetos pequenos para a idade gestacional (restrição do crescimento) ou grandes para a idade gestacional (macrossomia).
  • Bem estar fetal: avaliação que permite excluir sofrimento fetal por falta de oxigénio (por exemplo) através do estudo do volume de líquido amniótico, perfil biofísico e estudo doppler dos compartimentos fetais.
  • Apresentação fetal ( o parto normal –eutócico- exige que o feto  tenha uma atitude longitudinal e apresentação cefálica), outros tipos de apresentações pressupõem uma cesariana electiva eventual.
  • Avaliação morfológica de órgãos  e sistemas que se desenvolvem ao longo da gravidez nomeadamente o cérebro e os rins.
  • Exclusão de doença adquirida durante a gravidez nomeadamente infecções congénitas.

As ecografias realizadas nos três trimestres da gestação são complementares e de igual importância na avaliação do feto. A omissão de uma delas leva à perda da oportunidade de diagnóstico ou suspeita de determinadas patologias.
A ecografia tridimensional não é necessária para o estudo do feto. Existem situações específicas em que a sua utilização poderá ser útil mas como complemento da bidimensional e por indicação médica. Nas restantes situações a visualização do feto em 3-D serve apenas de conforto emocional aos pais e deverá ser realizada após exclusão de anomalias.

Infelizmente a ecografia mesmo que realizada por profissionais treinados e com formação, aparelhos de topo de gama e nas idades gestacionais adequadas, não diagnostica todas as potenciais doenças fetais.